A ESPOSA DO PREGADOR

Wagner Luiz Teruel dos Santos


No santo ministério da pregação, o obreiro, pastor ou ministro é o líder de sua Igreja. Mais é conveniente, e seu ministério ficará mais completo, se a esposa puder assessorá-lo. A esposa deve ser a rainha na casa pastoral, ajudando assim seu esposo pastor. E uma boa ajuda para ele é ser conselheira, na forma de esposa, que cuide não somente das tarefas domesticas, mais que tenha interesse nas coisas do ministério do esposo.


Liderança e Sujeição:


"...e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne; Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem..." (Mt.19:5-6).

A mulher não é inferior ao homem, já que em muitos aspectos ela é a pessoa mais amada. Os filhos se apegam mais facilmente à mãe do que ao pai. Esta desobrigada de tomar as decisões finais, é precisamente a proteção e honra da mulher.

A mulher do pastor, antes de tudo, é uma filha de Deus, e nessa qualidade desempenha o papel de esposa e de mães cristã. Em Efésios 5:22-24 esta escrito: "...Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo; De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido..."

Jamais deveria surgir qualquer divergência entre a esposa e o esposo. Deus determinou que a decisão final, em qualquer questão, repouse sobre o homem: "...Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo..." (1Co.11:3). O homem esta subordinado a Cristo. O casal verdadeiramente são um e portanto devem compreender-se e pensar como uma só carne.


A influencia saudável da esposa do pastor:


A esposa do pastor pode verdadeiramente fazer ou desfazer o trabalho do esposo. Ela esta tão próxima dele, que tem condições de influencia-lo de modo mais decisivo. Pode ajudá-lo em seus pontos fracos ou prejudicá-lo justamente nestes pontos, dependendo dela, apenas. Ela está a seu lado nos desalentos e aflições; e fica ao lado do esposo quando ele enfrenta as mais agudas tentações. Ela conhece a luta que se desenvolve no espírito e no coração do seu esposo pastor. Nas mãos dela repousa o poder da força e ajuda, de um lado; ou então fazer pender a balança para o lado natural e carnal, levando-o a ceder a tensão e a tomar uma decisão contraria à vontade do Senhor.

Quão grande é o pecado e o fracasso da esposa de um pregador que o influencia na direção carnal. Ela deve compreender que o fracasso dele é também o seu, assim como o sucesso espiritual do esposo é o dela. Ela esta unida a ele para melhor ou para pior, e levanta-se ou cai juntos, cabe a ela, portanto, ser uma esposa sábia e de ser uma influencia sadia para o seu esposo pastor.


Exemplo de má influencia de uma esposa:


As paginas da Bíblia trazem inúmeras ilustrações das verdades de mulheres que influenciaram seus esposos de maneira maléfica. Vejamos o exemplo da esposa de Jó.

A esposa de Jó teve oportunidade de ajudá-lo , de ser uma mulher perfeita e auxiliadora em todos os sentidos. Fracassou, no entanto, perante o fiel marido e perante Deus, tornando-se mais uma carga do que propriamente um bem. Embora tivesse Jô o direito de ser apoiado pela esposa, não seria contudo justificado se fosse infiel a Deus quando este apoio foi negado. Ao contrario de Adão, ele não apresentou a Deus qualquer desculpa, como Adão que disse: "...A mulher que tu me deste..." . E assim, embora a Jó houvesse sido negado o consolo e o encorajamento de sua mulher, não quis ele contudo perder a alma e praticar o que era errado. Que notável exemplo de valorosa integridade cristã temos em Jó!

Os homens em geral, como os pastores, normalmente têm o direito de ser amados pelas esposas e apoiados por elas. Porém, ainda que tal amor e apoio lhes seja negado, mesmo assim exige-se deles que andem humilde e fielmente na presença do Senhor.

Ainda que o mundo inteiro se volte contra eles, devem ser leais a Deus até o fim. A mulher que escarnece do esposo e o espicaça com apelidos cruéis, desafiando-o a ser "o homem cumpridor dos deveres", mas pretendendo com isso que ele lute de maneira carnal ou renuncie ao ministério para lhe prover o dinheiro que almeja, é a pior luta que um homem pode enfrentar. E o inimigo mais difícil de ser derrotado. O homem não deve fracassar, todavia. Deus puniu severamente Adão por sua parte no pecado e pela fraqueza de haver cedido ao engodo da mulher. Conceda Deus que se nalguma crise sobrevier à sua vida de ministros do evangelho, estes mostrem a mesma integridade de Jó e não caiam na fraqueza de Adão.


A Esposa do Pastor Piedosa;


Por outro lado um exemplo encorajador de esposa que impediu e fortaleceu o esposo, foi a esposa de Manoá, quando da anunciação do nascimento de Sansão.

O anjo apareceu a ela trazendo-lhe a revelação do futuro acontecimento. Ela imediatamente foi contar ao seu esposo, o qual lhe disse que lho fizesse saber caso o anjo lhe aparecesse de novo. Quando do reaparecimento do anjo, ela de imediato informou o marido, segundo ele pedira, e juntos prepararam um sacrifício. Quando o anjo agiu portentosamente, e subiu na chama que se elevava do altar, Manoá foi tomado de terror: "...E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto Deus; Porém sua mulher lhe disse: Se o SENHOR nos quisera matar, não aceitaria da nossa mão o holocausto e a oferta de manjares, nem nos mostraria tudo isto, nem nos deixaria ouvir tais coisas neste tempo..." (Jz.13:22-23).

Quão afortunado é o pregador cuja esposa o encoraja e lhe consola o coração, quando parece que a carga é por demais pesada para ele. Ela o faz lembrar-se da infalível presença do Senhor e da certeza do galardão que lhes caberá se obedecerem fielmente a Deus. Quão maravilhosas são aquelas mulheres piedosas que pagam o preço e se sacrificam com limitações, no que concerne as riquezas materiais e à popularidade, a fim de trilhar o duro caminho do evangelho com Cristo e seus santos maridos. Grande será o galardão da esposa dedicada!


A Esposa do Pastor e a Família:


Caso o Senhor dê filhos à esposa de um pregador , ela deve conhecer sua obrigação parte os mesmos . A mãe de Moisés foi uma mulher piedosa , que confiava em Deus no tocante à proteção de seu filho "...Pela fé, Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei... " (HB.11:23). Certamente que o sentimento de toda mãe é amar, treinar e ensinar os filhos"... aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes..." (Tt. 1:6 ) "...para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos..." "(Tt. 2:4) e "...Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele...." (Pv 22:6). Ela compartilha com o esposo a responsabilidade de dirigir a familia, de modo corrente com os preceitos do Senhor, para que a familia sirva de exemplo para todos membros da igreja. Ela tem igual oportunidade e responsabilidade na criação e manutenção de um lar piedoso , que sirva de modelo para os cristãos. Embora com propriedades seu interesse bem-estar espiritual de cada criança de sua igreja, ela não se deve esquecer que seu primeiro dever è cuidar de seus próprios filhos. Por maiores que sejam o trabalho publico e o dever oficial, nada poderá justificar a negligencia quanto aos próprios filhos. Se porventura surgir um problema que requeira dela uma escolha entre os deveres materiais e o ministério ao qual se ofereceu, não havendo outra alternativa, é seu dever sagrado a fidelidade ao esposo e aos seus próprios filhos antes de qualquer outra coisa.


A esposa do Pastor na Igreja:


Quando se trata da relação entre a esposa do pregador e a Igreja, em certo sentido ambos tem responsabilidades. Em Cristo Jesus não há homem nem mulher: "...Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus..." Gl.3:28).

A Bíblia apresenta de forma cristalina a mulher como obreira no evangelho tanto quanto o homem. Miriã foi ungida e apresentou uma mensagem de exaltação pelo Espírito Santo: "...Então, Miriã, a profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças; E Miriã lhes respondia: Cantai ao SENHOR, porque sumamente se exaltou e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro..." (Ex.15:20-21). A promessa pentecostal, dada originalmente em Joel 2:28-29, e que foi parcialmente citada e cumprida no dia de Pentecostes, no segundo capitulo do livro de Atos, refere-se tanto as filhas e servas como aos filhos e servos. O atual movimento pentecostal, em cumprimento ainda dessa belíssima promessa, tem trazido à luz o fato de que Deus verdadeiramente, dota as servas, tanto quanto aos servos. Todas essas passagens bíblicas justificam claramente mulheres cristas no exercício dos dons espirituais e no ministério do evangelho.


O Ministério das Mulheres:


No trabalho e no ministério das mulheres cristãs, todavia, segundo a Bíblia ensina, há uma leve modificação: "...Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio..." (1Tm.2:12) e "...Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo..." (1Co.11:3). Assim como Jesus Cristo é maior que a Igreja, a mulher é sujeita ao homem, e no lar este tem a responsabilidade final. Nas Igrejas a posição administrativa e de liderança é reservada ao homem. A mulher piedosa, segundo as Escrituras, sente-se verdadeiramente feliz ao deixar nas mãos do marido e dos homens da Igreja o encargo de administrar em assuntos de governo e doutrina.

A respeito aos deveres da esposa do pregador, ela pode compartilhar com ele a pregação e o ensinamento com seu comportamento santo que será de grande exemplo às irmãs da Igreja. Ela pode fazer visitação pessoal, quando não seja tão necessária a presença do pastor. Havendo um grupo de senhoras na Igreja, a liderança do grupo de deve caber a ela. Caso possua a visão especial de trabalhar com as crianças, quão apropriado e belo seria ela dirigir o trabalho de Escola Bíblica Dominical ou servir como professora das crianças da Igreja. Se possuir talento musical, certamente haverá lugar para ela na direção da musica da Igreja. Muitos e vaiados são os setores de serviço na Igreja onde a esposa de um pregador, ode complementar o ministério do esposo.

"...A mulher louca é alvoroçadora; é néscia e não sabe coisa alguma..." (Pv.9:13)

"...A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos..." (Pv.12:4)

"...Toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derriba-a com as suas mãos..." (Pv.14:1)

"...O que acha uma mulher acha uma coisa boa e alcançou a benevolência do SENHOR..." (Pv.18:22)

"...A casa e a fazenda são a herança dos pais; mas do SENHOR vem a mulher prudente..." (Pv.19:14)

"...Muitas filhas agiram virtuosamente, mas tu a todas és superior; Enganosa é a graça, e vaidade, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada; Dai-lhe do fruto das suas mãos, e louvem-na nas portas as suas obras..." (Pv.31:29-31)

Nota: Todos os trechos das escrituras aqui foram da Bíblia Revista e Corrigida (ARC).

Nenhum Comentario