PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL

Cristóvão Cavalcante Filho


Resenha do Livro: Psicopedagogia Institucional - Uma Experiência Fundamentada Na Epistemologia Convergente - Autor: Mary Da Fonseca Santos

Epistemologia significa ciência, conhecimento; é o estudo científico que trata dos problemas relacionados com a crença e o conhecimento, sua natureza e limitações.

A epistemologia estuda a origem, a estrutura, os métodos e a validade do conhecimento, e também é conhecida como teoria do conhecimento e relaciona-se com a metafísica, a lógica e a filosofia da ciência. É uma das principais áreas da filosofia, compreende a possibilidade do conhecimento, ou seja, se é possível o ser humano alcançar o conhecimento total e genuíno, e da origem do conhecimento.

É sabido que Jorge Visca juntou conhecimento e a vivência em cotidiana na sala de aula e uma compreensão realista de aprendizagem o que o levou a propor estudos baseados na Epistemologia Convergente, resultado da assimilação recíproca de conhecimentos fundamentados no construtivismo, estruturalismo construtivista e internacionalismo, que influenciaram a psicopedagogia brasileira. Uma característica da psicopedagogia do pensamento de Jorge Visca é a emoção. Seu lado emotivo de perceber o sentimento e o modo de agir das pessoas, suas dificuldades cognitivas. Não foi à toa que afirmava sempre: “Eu acho que a aprendizagem, para uma pessoa abre o caminha da vida, do mundo, as possibilidades de ser feliz...”. A Epistemologia Convergente trás dois desafios principais e indissociáveis: aperfeiçoar os resultados alcançados sob a ideia de uma definição mais inclusiva e profunda do objeto de estudo da psicopedagogia, e abordar as principais provocações do futuro. Segundo Visca “cada estrutura cognitiva tem um nível de sensibilidade para aprender a realidade...”

Conclusão: A família desempenha um papel importante na formação do indivíduo, pois permite e possibilita a constituição de sua essencialidade.

Já foi diagnosticado que alunos que tem pais desempregados, separados, drogados e com brigas em casa apresentam dificuldades de aprendizagem, porque neste ambiente não existe alegria.


Referências


1Barbosa, LMS. A Psicopedagogia no âmbito da instituição escolar. Curitiba: Expoente; 2001.

2Pichon-Rivière, E. O processo grupal. São Paulo: Martins Fontes; 1988.

3Visca, J. Clínica psicopedagógica. Epistemologia Convergente. Porto Alegre: Artes Médicas; 1987.

4Freire, P. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1981.

5Vygotsky, LS. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes; 1987.

6Rego, TC. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes; 1995.

Nenhum Comentario